Neste artigo, Roberto Laver chama a Igreja global a ser uma referência de integridade e honestidade. Ele expõe o legado prejudicial da corrupção em diversas sociedades ao redor do mundo, e pontua que a Covid-19 está amplificando o potencial de corrupção à medida que grandes somas de dinheiro circulam na luta contra o vírus e seus desdobramentos. Na sequência, outro artigo em resposta a Laver produzido pela Comissão de Missões da World Evangelical Alliance (WEA) [Aliança Evangélica Mundial] traz algumas implicações missiológicas sobre a reflexão de Roberto, e desafia a comunidade missionária a ajudar as igrejas no combate à corrupção.

A pandemia de coronavírus cobrou um drástico preço da humanidade, infectando milhões e
tirando a vida de centenas de milhares de pessoas em todo o mundo. Não se trata apenas de
uma crise de saúde, é também uma crise econômica e social. Por todo o mundo, o vírus forçou governos a decretarem confinamentos (lockdowns) severos, ocasionando a mais brutal recessão
vivida por esta geração. O impacto do vírus, contudo, não é sentido da mesma forma por todos. A pandemia está expondo os efeitos devastadores e os riscos reais de outra pandemia: a de corrupção sistêmica. …

A outra pandemia de Covid e o custo da corrupção

Como as igrejas e seus líderes modelam e incutem valores de integridade pública e cidadania responsável?

Deixe uma resposta